Natal atrai mais de 1,2 milhão de pessoas; visitantes injetam mais de R$ 20 mi na economia

Estudo de impacto econômico dos investimentos na decoração natalina, apresentado à imprensa na manhã desta sexta, 18, pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico (Codem), confirma retorno além das expectativas iniciais. “A matemática não deixa dúvidas: o projeto Maringá Encantado está consolidado”, disse o prefeito Ulisses Maia, referindo-se a arrecadação gerada pelo estímulo econômico. O vice-prefeito, Edson Scabora, também participou da coletiva. Pesquisa divulgada durante o evento detalhou, em números, impressões dos turistas sobre o projeto.
A análise foi feita pelo Departamento de Pesquisa e Estatística da Associação Comercial e Empresarial (Acim) e avaliou as seguintes variáveis: arrecadação de ICMS e ISS, saldo de emprego e taxa de ocupação na rede hoteleira. A programação natalina na cidade teve início no dia 15 de novembro, com show do cantor Renato Teixeira e show pirotécnico, e se encerra neste domingo, 20. Estima-se que nesse período 1,2 milhão de pessoas passaram pelos atrativos natalinos. A pesquisa considerou um público de 671 mil pessoas não residentes em Maringá.

De acordo com a pesquisa, arrecadação de ICMS entre novembro e dezembro de 2018 alcançou R$ 115,3 milhões, aumento de 20,5% em relação a 2017. Em relação ao ISS, o crescimento foi de 20% – de R$ 13,2 milhões em 2017 para R$ 15,6 milhões em 2018. Ainda segundo estudo, o gasto médio das famílias foi de R$ 100. O estudo estimou 369,6 mil famílias, proporcionando um gasto total de R$ 36,9 milhões – R$ 20,3 milhões desse valor foram injetados na cidade por pessoas oriundas de outros municípios da região.
Com relação ao ISS gerado pelo setor relacionado ao turismo e eventos, a pesquisa constatou desempenho 41.8% superior a 2017 e 49,9% maior que 2016. Estima-se que o segmento de turismo e eventos faturou R$ 183,8 milhões em 2018, contra R$ 129,6 milhões em 2017 e R$ 123,4 milhões em 2016. Somente nos meses de novembro e dezembro o faturamento do setor alcançou R$ 30,5 milhões. Como o percentual de recolhimento de ISS é de 3% sobre o faturamento, o tributo rendeu R$ 5,5 milhões em 2018 (R$ 3,8 mi em 2017 e R$ 3,7 mi em 2016).

Os investimentos na ′Maringá Encantada′ também impactou na geração de emprego. Em novembro foram gerados 589 postos de trabalho. O setor de serviços liderou a oferta de vagas, com 54,1%, seguido pelo comércio. A média salarial ficou R$ 2,5 mil. O saldo de emprego de janeiro a novembro de 2018 (o balanço de dezembro ainda está em fase de finalização) na cidade foi positivo, com 6.689 novos postos de trabalho. A prefeitura cadastrou 55 ambulantes para atuar nas festividades natalinas e 285 artesãos comercializaram seus produtos na feira de artesanato.
A taxa média de ocupação dos hotéis, de acordo com a pesquisa em novembro e dezembro foi de 63%, superior aos 55% do mesmo período do ano passado. O estudo foi apresentado pela economia Juliana Franco Afonso, do Codem. Participaram da coletiva, além do prefeito Ulisses Maia e do vice, Edson Scabora, o secretário de Cultura, Miguel Fernando, que apresentou pesquisa feita com visitantes da ′Maringá Encantada′, a presidente da Provopar, Eliane Maia, e o vice-presidente da Acim, Mohamad Ali Alwada. “A empresariado está muito satisfeito com os resultados do projeto”, disse Ali Alwada.