Mulher morre vítima de bala perdida na cidade de Paiçandu

O crime aconteceu no inicio da noite de domingo (21) na cidade de Paiçandu. Pessoas que frequentavam um bar no Jardim Catedral foram vítimas de ferimento por arma de fogo. Um homem dentro de um carro ainda não identificado passou na frente do bar e descarregou uma pistola contra Pedro Henrique Tavares, de 25 anos, que estava sentado em uma mesa. Pedro foi atingido por dois disparos no abdômen e um na coxa.
Outras três pessoas que estavam em outras mesas também foram atingidas por tiros. Trata-se de Antônio Amaro, de 50 anos, Sidnei Alves, 47, e a senhora Raimunda Nonato Constantino, 57, que foi baleada no peito e morreu.

O namorado de Raimunda, Marcos Gilmar, colocou a vítima em seu carro e foi rapidamente até o Hospital São José, mas não deu tempo de salvá-la.
Pedro Henrique, que era o alvo, recebeu os primeiros atendimentos no hospital de Paiçandu e depois transferido para o H.U. de Maringá. Pedro chegou a dizer aos policiais militares que os tiros eram para matá-lo. Os senhores Antônio Amaro e Sidnei Alves ficaram de observação no São José pois os ferimentos causados por arma de fogo foram superficiais.
O delegado de Paiçandu, Mateus Ganzer, foi comunicado do ocorrido na cidade. Ele mesmo foi até o Hospital Universitário para interrogar Pedro Henrique que sobreviveu. O delegado disse que a vítima é envolvida no tráfico de drogas, e que a motivação provável é o acerto entre grupos rivais. Pedro ainda declarou que o atirador estava encapuzado e no banco traseiro de um automóvel de cor branca.
O corpo de Raimunda Constantino foi removido no final da noite para o Instituto Médico Legal de Maringá. A mulher que morava no Jardim dos Pássaros, em Maringá, namorava há 5 anos com Marcos Gilmar que é morador da cidade de Paiçandu.
Raimunda tinha três filhos, estava toda feliz porque estava saindo sua aposentadoria por invalidez já que tinha paralisia em uma das mãos. (inf/foto André Almenara)