Retirada do Painel do Café será iniciada

A partir das 10 horas da segunda (26) será iniciada a retirada do Painel do Café que está na parede no interior de uma loja da avenida Getúlio Vargas e será transferido para o antigo aeroporto, futura sede do Museu de História e Arte Hélenton Borba Côrtes que atualmente ocupa salas do Teatro Calil Haddad.
Segundo a gerente de Patrimônio Histórico da Secretaria de Cultura, Leila Domenici, a retirada do painel será realizada azulejo por azulejo e tem previsão de 15 a 20 dias. “Os azulejos serão encaminhados para o estado de São Paulo para restauração, lembrando que a previsão para esta fase é de 3 a 4 meses”, explica.
Leila ressalta ainda que não há prazo para a instalação, uma vez que o local que receberá o painel necessita, entre outros fatores, de desenvolvimento de projeto preservando da melhor forma possível a arquitetura histórica do antigo aeroporto, dotação orçamentária e processo licitatório.
O processo de retirada, restauração e instalação será realizado pelo artista plástico Flavio Padovesi e o restaurador Salvador de Cápua da empresa Forlight, de São Carlos (SP), vencedora da licitação de R$ 125.500,00 para a prestação do serviço.
O Painel do Café foi construído em 1956 pelo artista Waldemar Moral, encomendado pelo segundo prefeito de Maringá, Américo Dias Ferraz, para ser instalado na parede dos fundos do bar Colúmbia, ponto de encontro de corretores, cerealistas e políticos da época.
Tombada como patrimônio histórico de Maringá, a obra doada ao município pelas famílias Maimone e Bruder representa uma colheita de café e tem 2,4 metros de altura (16 azulejos) por 7,95 metros de largura (53 azulejos). São 848 peças de 15 x 15 centímetros.

Saiba mais
Estabelecimento comercial onde está o painel é localizado na avenida Getúlio Vargas, 252, próximo da avenida Brasil .