Meio Ambiente resgata 17 animais engaiolados: cães e gatos poderiam ser usados em rituais de magia negra

A Secretaria de Meio Ambiente e Bem Estar Animal (Sema) do município de Maringá resgatou nesta quinta, 27, dezessete gatos adultos que estavam engaiolados em uma residência no Jardim Copacabana. Os animais foram encaminhados para clínicas veterinárias e após os devidos tratamentos serão destinados a uma associação de protetores.


Ainda não tinha visto uma situação como esta. Gatos vivendo presos em gaiolas junto a fezes e baratas. A residência estava completamente suja, em sua parte interna e externa, com um mau cheiro insuportável. Um local inadequado para os animais e a dona de casa”, explica o diretor do Bem Estar Animal, Marco Antonio de Azevedo.
Junto com os gatos também foram encontrados aves e dois cães, os últimos também recolhidos. Antes de receberem um novo lar, todos os animais serão castrados. A multa de maus-tratos é de R$ 2 mil por animal. “A Secretaria de Saúde avaliará se o caso é de um transtorno de acumulação e a Secretaria de Serviços Públicos realizará a limpeza do local”, complementa Azevedo. A Vigilância Sanitária ainda fiscalizará questões relativas a vetores de doenças como escorpiões, ratos e criadouros do Aedes aegypti.


Na operação de resgate, motivada por inúmeras reclamações na Ouvidoria, a Sema contou com o apoio da associação de protetores “Salvando Vidas” e a Guarda Municipal. Em 2018 foram lavradas 35 multas de maus tratos (34 por abandono e 1 por condições impróprias). No total foram mais de R$ 68 mil em infrações, além de 59 advertências.

Denúncias de maus-tratos podem ser feitas pelo fone 156 (Ouvidoria Municipal)