Golpista finge ser policial, compra cerveja e diz: “o delegado vai pagar”

Pelo menos três comerciantes foram vítimas de um golpista, neste sábado (31), em Maringá. Num dos casos, o homem se passou por policial civil, comprou cerveja e disse que “quem pagaria seria o delegado”.
As informações são da Polícia Militar; policiais foram até a casa do golpista, na Rua Ana Neri, no Jardim Alvorada, onde uma das vítimas, dono de um disk cerveja, aguardava a PM para tentar receber, por volta das 20 horas. Segundo o Boletim de Ocorrência, o morador comprou cerveja e gelo, mas não pagou.
A desculpa para não pagar, surpreendeu: o golpista se apresentou como policial civil, e disse que o delegado pagaria a conta da festa, mas que naquele momento tinha ido soltar um preso.

18 latas
Enquanto os policiais registravam o caso, uma nova vítima apareceu. Dono de disk cerveja, disse ter vendido, no dia anterior, 18 latas de cerveja ao golpista, que também não pagou. A terceira vítima, uma mulher proprietária de disk cerveja, relatou o mesmo caso.

Advogado
Com as três vítimas em frente a sua casa, e após tentar se esconder, o golpista, um homem de 22 anos, apareceu e foi levado ao plantão policial. Ainda segundo o BO, ele tria dito, agora, que é advogado, mas cursa apenas o primeiro ano de Direito.
O caso foi registrado por estelionato, e segue com a Polícia Civil. (inf SarandiPr)