Comissão Processante contra vereador é rejeitada

Por 10 votos a 2, a Câmara de Maringá rejeitou há pouco um pedido de constituição de Comissão Processsante contra o vereador Carlos Mariucci. Prevaleceu o entendimento de que trata-se de matéria requentada, denúncia arquivada pelo Ministério Público, sem envolvimento direto do vereador, que é relator da CP que investiga irregularidades que teriam sido cometidas por Homero Figueiredo Marchese e Lima.


Durante as questões de ordem, após a leitura do pedido, que durou mais de duas horas, percebeu-se que tratava-se no fundo de uma jogada para tentar anular a primeira CP, atualmente suspensa, aguardando manifestação do Tribunal de Justiça do Paraná. A estratégia não deu certo.
Manifestantes ligados ao MBL, convocados por redes sociais pelo vereador Marchese e Lima, provocaram a interrupção da sessão por alguns instantes.
PS – O presidente, Mário Hossokawa, não votou. Os dois votos pela CP foram de Homero Figueiredo Marchese e Lima e de Chico Caiana. O vereador Do Carmo, que contestou a falta de documentos do autor do pedido, também não votou. (inf Blog do Rigon)