Vereador fala em “organização criminosa” e secretário de segurança denuncia ao MP

O Secretário de Trânsito e Segurança de Sarandi, Joel Inglês, esteve na sessão da Câmara de Vereadores para rebater críticas e suspeitas feitas pelo vereador Andre Luis Celestino Jardim, o Mineirinho (PDT) na tarde desta segunda-feira (26).

Vereador disse que há uma organização criminosa na prefeitura de Sarandi (foto Angelo Miloch)

Na semana passada Mineirinho acusou na tribuna do legislativo que existe uma “organização criminosa” instalada na prefeitura de Sarandi, fazendo menção aos gastos específicos de consertos de veículos da frota do município. Diante da acusação, o secretário solicitou espaço na pauta da sessão para esclarecer sobre o assunto; Inglês disse primeiramente que foi questionado por familiares a respeito da denúncia feita pelo vereador, e que diante da acusação pediu um levantamento dos custos de manutenção da frota nos anos de 2015, 2016 e 2017. O secretário apresentou um rápido balanço de custos de R$ 1.039.213,00 para o ano de 2015, R$ 1.637.000,00 em 2016 e no ano passado um gasto total de R$ 487.000,00. Em seguida Joel Ingles se dirigiu ao vereador e questionou “quando que realmente  existia a organização criminosa no Executivo?” E lembrou que no ano de 2016 a secretaria de Saúde gastou R$ 326.000,00, nesse período Mineirinho era o responsável pela pasta, e que em 2017, sob nova gestão no Executivo, o gasto foi de R$ 93.000,00 com os veículos da secretaria de Saúde.
Joel Ingles assumiu a secretaria em setembro de 2015 onde permaneceu até o final de 2016, na gestão do prefeito Carlos Alberto de Paula Júnior (PP), e retornou ao comando da mesma secretaria na gestão do atual prefeito, Walter Volpato (PSDB), em junho do ano passado.
Ao encerrar a sua fala, o secretário Joel Ingles afirmou que levará o levantamento dos gastos do conserto de frota de veículos do município até o Ministério Público para que apure a denúncia, e sugeriu à Mesa Executiva da Câmara que abra uma Comissão Parlamentar de Inquérito para também investigar o caso.