TJ suspende comissão processante contra Homero Marchese

O Tribunal de Justiça do Paraná suspendeu no final da tarde desta terça-feira (14) a comissão processante que ocorre na Câmara de Maringá contra o vereador Homero Figueiredo Marchese (PV).
O pedido de liminar foi impetrado pelo advogado do vereador, Valter Akira Ywazaki, sob a alegação de diversos vícios no processo de instalação da CP.
O caso será analisado no seu mérito pela Justiça em Maringá, que havia negado o primeiro pedido de liminar de suspensão à defesa de Homero.

Em rede social o vereador comemorou a liminar com a seguinte postagem:
PARA TUDO! Tribunal de Justiça do Paraná salva a democracia em Maringá e manda suspender a comissão processante até final julgamento. Aconteceu agora há pouco. Praticamente todos os argumentos deduzidos pelo meu grande advogado Valter Akira Ywazaki (Maria Angélica Beloti) foram ratificados pelo Exmo. Relator Rogério Ribas. Como já havíamos indicado, há diversos vícios insanáveis no processo. Agradeço à extraordinária equipe jurídica formada por Alessandro Sassaki, Arthur De Almeida Boer, João Guilherme Duda, Henrique Sbrissia, Rafael Sbrissia e Rafael Mueller (Angelise Nyele Camargo). Obrigado a todos vocês: minha esposa, meu filho, meus amigos e familiares.”

O presidente da Comissão, vereador William Gentil (PTB) disse não ter sido ainda notificado sobre a decisão.