Seus pais não podem escolher por você

Toda escolha implica certa solidão. Só a própria pessoa pode escolher o que fazer e isso gera um mal estar, uma angústia. Além disso, há uma pressão muito forte. Por isso a importância de se envolver com pessoas que possam lhe orientar. Geralmente, na fase em que se escolhe a profissão, a família está mais próxima e pode-se conversar com os pais para ouvir a voz da experiência. Por outro lado, o filho nem sempre está aberto a conversar com os pais de forma madura, vendo com objetividade seu futuro e as possibilidades que tem para se desenvolver profissionalmente.
Isso dificulta a conversa. Outro problema, são os pais que não possuem maturidade para escutar os desejos dos filhos e apoiar seus projetos; no pior dos casos já idealizaram a sua vida e querem escolher por ele.
O que fazer? Se o filho considera importante o apoio dos pais para cursar uma faculdade é importante conversar com eles e expor suas dúvidas, desejos e sonhos, além de escutar as suas respectivas opiniões. Sempre é bom lembrar que os pais já foram adolescentes, já tiveram dúvidas e de alguma forma as ultrapassaram, acumulando uma bagagem recheada de vivências. A conversa é importante tanto para que os pais esclareçam as dúvidas do filho, como para que o filho exponha o que gostaria de fazer profissionalmente.
Muitas vezes a verdadeira preocupação dos pais é com o retorno financeiro que determinada carreira possa dar ao filho, visto que eles desejam que seu amado tenha independência financeira e uma vida satisfatória. Mas o importante é escolher uma profissão que realmente consiga se realizar e que goste de atuar diariamente. O retorno financeiro pode vir de qualquer ofício, pois esse aspecto está ligado a maneira como a pessoa se posiciona no mercado de trabalho.
É fundamental que o interessado escolha sua própria profissão e não seus pais, mas que fique claro que junto com essa escolha está a responsabilidade de construir-se enquanto profissional, desde o momento em que ingressa num curso. Estar em uma faculdade vai além de estudar para provas e trabalho, implica saber como é ser o profissional que deseja e perceber o que lhe falta para alcançar. Lembrando, só você pode escolher que profissional quer ser.

psicólogo Flávio Melo Ribeiro

Psicólogo Flávio Melo Ribeiro
CRP12/00449

A Viver – Atividades em Psicologia desenvolveu programas psicoterapêuticos que possibilitam ser trabalhados em grupos e individual.
flavioviver@gmail.com (48) 9921-8811 (48) 3223-4386
Página no Facebook: Viver – Atividades em Psicologia
Canal no Youtube: Flávio Melo Ribeiro