Sérgio Moro aceita convite para Ministério da Justiça do governo Bolsonaro

Os juízes Marcelo Bretas (à esq.) e Sergio Moro assistem à pré-estreia do filme 'Polícia Federal - a Lei é para todos', em Curitiba (foto Geraldo Bubniak)

O juiz Sergio Moro aceitou nesta quinta-feira (1) convite para assumir o Ministério da Justiça do governo de Jair Bolsonaro. Responsável pela Lava Jato em Curitiba, o juiz Sergio Moro foi sondado para compor o ministério de Jair Bolsonaro (PSL) ainda durante a campanha.
Segundo o vice do presidente eleito, general Hamilton Mourão, a primeira abordagem aconteceu há algumas semanas. “Isso já faz tempo, durante a campanha foi feito um contato”, afirmou, em conversa nesta quinta-feira (31), no Rio. De acordo com o general, o responsável por contatar o juiz foi o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes. Eleito presidente no domingo, Bolsonaro recebeu Moro na manhã desta quinta-feira (1º), no Rio de Janeiro. A sinalização do magistrado, de aceitar ser ministro, foi alvo de críticas de parte da classe política. O candidato a presidente derrotado Ciro Gomes (PDT) chegou a dizer que Moro era ‘aberração de toga’.