Preocupação

Hoje às 14h, na sede do 4º BPM de Maringá, uma reunião com representantes do setor de segurança pública vai discutir a estratégia a ser utilizada em relação à manifestação convocadas por grupos de redes sociais pedindo a prisão do ex-presidente Lula, no próximo sábado, defronte a câmara municipal.
Informa o jornalista Angelo Rigon que a Polícia Federal também acompanha as ações em relação aos eventos. Além do clima de tensão criado com a marcação do evento (agendado para meia hora antes do encontro anteriormente marcado pela Frente Brasil Popular e Partido dos Trabalhadores), a preocupação justifica-se: um grupo mais radical estaria espalhando que vai distribuir pedaços de paus aos que participarem do ato contra Lula e a favor do juiz federal Sergio Moro.