Prefeito Walter Volpato sofre primeiro pedido de cassação de mandato

Será protocolado nesta quinta-feira (06) na Câmara de Vereadores de Sarandi  pedido de instalação de Comissão Processante  para investigar denúncia contra o prefeito Walter Volpato (PSDB) em irregularidades em licitações. A inicial pede a cassação do mandato do prefeito.
Duas irregularidades constam em licitações de conserto de veículos, a comprovação é feita após dispensa de licitação para manutenção de ônibus escolar no dia 26 de junho, contrariando dispositivo do pregão presencial e homologado dois meses antes. Não poderia haver dispensa de uma licitação já realizada e tramitada dentro da legalidade, na dispensa houve uma segunda empresa ganhadora. A verba provem do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação (Fundeb).
Mas existe outro caso de dispensa de licitação na área da saúde, com provisionamento do Fundo Municipal de Saúde do Município, onde se aplicou a mesma irregularidade para o conserto de uma ambulância.
Cópia da denúncia também será protocolada no Ministério Público Federal, por se tratar de uso de verba do Governo Federal.

Semelhança
No dia 2 de março de 2010 o então prefeito de Sarandi, Milton Martini (PP), eleito para o cargo em 2008, também foi cassado por unanimidade dos vereadores (10 votos). Acusado de mau uso do dinheiro público, em compras de produtos agrícolas, sem licitação, na loja de familiares do então chefe de gabinete da Prefeitura, Ailson Donizete de Carvalho. Martini alegou que não sabia que a loja era do funcionário e que  havia devolvido o dinheiro ao município. O vice-prefeito, Carlos Alberto de Paula Junior na época no PDT, foi empossado prefeito, os dois já de algum tempo não mantinham relações cordiais.