Polícia mata rapaz em propriedade particular em Maringá

A Polícia Ambiental de Maringá matou na noite de terça-feira (6), Alan Fernando Camargo, 36 anos, que era caseiro de uma propriedade rural.

O crime ocorreu em uma fazenda que fica localizada na Estrada Guará, rodovia PR-317, na saída para Iguaraçu por volta das 20h30. De acordo com informações, policiais ambientais teriam recebido uma denuncia que uma pessoa estaria portando uma arma de fogo e que estaria realizando caça.
Ao chegar na propriedade, os policiais avistaram um rapaz em cima de um trator portando uma espingarda. Um dos policiais sacou a pistola e efetuou um único disparo que atingiu o peito da vítima que morreu na hora.

O corpo de Alan Fernando Camargo foi encaminhado ao IML de Maringá. A arma apreendida pelo que consta seria de propriedade do dono da fazenda. A espingarda calibre 22 foi apreendida pela Delegacia de Homicídios.
O delegado Diego Almeida, que compareceu na cena do crime afirmou que não houve disparo da espingarda que a vítima portava. (inf André Almenara)

Versão da PM
O Comandante da 3ª CIA da Policia Ambiental, Luciano Buski, descreveu a ocorrência: “Segundo os PMs o cidadão estava caçando animais silvestres com arma longa o que contraria a legislação vigente. Corrobora com o fato que segundo os militares o cidadão apontou a arma de fogo na direção dos policiais durante a abordagem ou seja o Soldado agiu para salvaguardar a própria vida. Já determinamos instauração de Inquérito Policial Militar a fim de apurar os fatos com absoluta transparência“.