Polícia de Campo Mourão e de Maringá prendem suspeito de ter matado transexual

A Polícia Civil de Campo Mourão com apoio da Delegacia de Homicídios de Maringá prenderam na tarde desta sexta-feira (26), o principal suspeito de ter matado a transexual Robertha Welmont Moraes, 24 anos, assassinada com tiros na cabeça na Estrada Roseira, em Maringá.

Dionatan Lesiuk, 26 anos, foi encontrado em um bar da família no bairro Lar Paraná.
De acordo com informações dos policiais que participaram da abordagem, Dionatan não resistiu a prisão. O suspeito já consta com um mandado de prisão por ser foragido da Colônia Penal e Industrial de Maringá por um crime de tentativa de latrocínio contra uma lotérica no ano de 2012 e o segundo mandado de prisão no crime de homicídio contra a transexual.
Dionatan Lesiuk chegou a Maringá no início da noite escoltado por policiais da Delegacia de Homicídios e pelo delegado Diego Almeida. Dionatan confessou o crime alegando que resolveu contratar uma garota de programa, e que não sabia que a pessoa que tinha entrado em seu carro era uma transexual. Chegando na Estrada Roseira, o meliante praticou sexo com a vítima e depois acabou efetuando disparos na cabeça de Robertha porque não tinha dinheiro para pagar o programa. Dionatan também disse que estava embriagado.
Dionatan Lesiuk prestou depoimento para uma escrivã na D.H. Ele ficará preso por um mandado de prisão temporária de30 dias. (inf André Almenara)