Playmate Italiana fotografa no Rio e diz que os estereótipos de brasileiras no exterior assustam

A playmate da Playboy, Poliana de Paula, fotografou no Rio de Janeiro o seu centésimo ensaio.

Nos bastidores, ela disse ser muitas vezes solidária com a imagem que brasileiras têm no exterior. Com trabalhos e diversos ensaios fotográficos realizados em vários países do mundo, ela confessa que já se sentiu assediada no exterior apenas por ser brasileira. “Brasileiras são constantemente assediadas só por serem brasileiras”.
A modelo, que cultua um corpo esbelto e sem muitas curvas, confessa sua surpresa por esses assédios. “Meu corpo é de modelo internacional, sem curvas, sem muita “carne”, como dizem, e mesmo assim sou assediada. É um estereótipo, basta ser brasileira, que os homens te veem de outra forma”.
Ela comenta que a imagem da mulher brasileira lá fora é desconexa. “Eles acham que caminhamos de biquíni pelas ruas”.