Painel do Café

200

A licitação para remoção, restauração e instalação do Painel do Café em novo local foi concretizada nesta quarta-feira (21), após a licitação anterior ter sido deserta em 2015. A empresa vencedora é a Forlight, de São Carlos (SP), e valor da prestação de serviço é de R$ 125.500,00. O intuito é que o painel seja removido do fundo de uma loja na avenida Getúlio Vargas, onde está localizado atualmente, e seja instalado no prédio Luty Vicente Kasprowicz, que abriga o Centro de Ação Cultural (CAC).
Após um longo estudo e busca de empresas e uma licitação deserta, saiu a licitação do Painel do Café. Tivemos dificuldades em encontrar empresas nesse tipo de serviço, especializada em remoção, restauro e instalação de painéis artísticos feitos em azulejo”, comenta a secretária de Cultura, Olga Agulhon. Em fevereiro de 2015 as famílias Maimone e Bruder doaram a obra, que é tombada como patrimônio histórico de Maringá, para o município.
O Painel do Café foi construído em 1956 e representa uma cena da colheita de café. O painel mural de azulejos mede 2,4 de altura (16 azulejos) por 7,95 de largura (53 azulejos). São 848 peças de 15 x 15 centímetros. A obra foi trazida para Maringá nos anos 50 e instalada pelo segundo prefeito de Maringá, Américo Dias Ferraz, no Bar Colúmbia, que na época era ponto de encontro de corretores, cerealistas e políticos. “A obra tem uma grande importância histórica para o município. Como o prédio do CAC também foi tombado, não teria riscos para o painel se ele ali fosse instalado”, ressalta Olga.