Novos caminhões ampliam e impulsionam coleta seletiva

Inicia na próxima segunda, 2, a operação de mais 10 caminhões furgão com capacidade de 45 m³ para ampliar e impulsionar a coleta seletiva do município que passará a contar com 15 caminhões. Os novos veículos serão apresentados na segunda, às 8 horas, no pátio da Secretaria de Serviços Públicos (Semusp) com a presença de representantes das cooperativas de reciclagem e da administração municipal.
Os novos caminhões serão destinados à coleta nos bairros e distritos do município. Os cinco caminhões de 15 m³ que já realizam a coleta seletiva serão destinados à região central devido serem menores e não comprometerem o fluxo de trânsito.
O objetivo da Semusp é triplicar a coleta seletiva que gira em torno de 260 toneladas por mês. Embora o reforço de novos caminhões contribua com a coleta, a comunidade terá papel decisivo para o sucesso da coleta. “Serão distribuídas sacolas biodegradáveis de 100 litros aos moradores com informações sobre o que reciclar e realizadas campanhas educativas com as secretarias de Meio Ambiente e de Saúde”, acrescenta o secretário de Serviços Públicos, Vagner de Oliveira.
Os caminhões farão a coleta de segunda a sábado (bairros e distritos) e de segunda a sexta (centro) entre as 7h30 e 16h30. Podem ser destinados papel, papelão, plástico, metal, vidro e isopor. Não devem ir para a coleta pilhas, baterias e lâmpadas fluorescentes que precisam ser entregues aos revendedores.
Os novos veículos, motoristas e coletores são terceirizados. O material recolhido pelos caminhões serão destinados a seis cooperativas do município para triagem. Papel, papelão e plásticos triados serão destinados às centrais de valorização de materiais recicláveis para beneficiamento e comercialização com indústrias que fabricam produtos a partir de recicláveis. Outros materiais como metais e vidros não passam pelas centrais de valorização e serão comercializados pelas próprias cooperativas.
A coleta seletiva exige dos trabalhadores cuidado especial para o armazenamento dos recicláveis. O estado dos produtos influencia no valor de comercialização dos produtos. A coleta seletiva será realizada uma vez por semana em cada rua e os moradores devem se atentar às rotas dos caminhões.