Multas pagas por empresas são usadas em projetos na área de segurança

Parte das multas que o Ministério Público do Trabalho (MPT) aplica em empresas maringaenses que descumpriram a legislação trabalhista se transforma em investimentos na área de segurança. O MPT repassa os recursos para o Conselho Comunitário de Segurança de Maringá (Conseg), que, por sua vez, destina aos órgãos de segurança. Só no ano passado foram destinados mais de R$ 600 mil para o Conseg repassar aos projetos aprovados, como a construção da nova sede da Polícia Ambiental, aquisição de equipamentos para a Denarc – Divisão Estadual de Narcóticos, além de equipamentos de proteção individual para a Ronda Ostensiva com Apoio de Motos (Rocam), do 40 Batalhão da Polícia Militar
Parte dos recursos foi usada para a nova sede da Polícia Ambiental, inaugurada em março do ano passado, no Jardim Novo Horizonte, a cerca de 200 metros do endereço anterior. A obra, que teve início em 2016, custou mais de R$ 460 mil e foi feita em um terreno doado pela Prefeitura de Maringá. A nova estrutura conta com quase 300 metros quadrados de construção, divididos em salas administrativas com recepção, cozinha, refeitório, almoxarifado, alojamentos masculinos e femininos, além de um auditório onde são expostos animais taxidermizados e que servem para as ações de educação ambiental.

Já para a reforma da sede da Polícia Federal foram destinados R$ 430 mil. Os recursos foram utilizados para a pavimentação da área externa do prédio, pintura, readequação de salas, além da construção de uma garagem, vestiários e um refeitório.
Além dos mais de R$ 600 mil vindos no MPT, em 2017 o Conseg arrecadou e investiu cerca de R$ 130 mil que vieram de doações de empresas, da sociedade civil organizada e de bazares organizados pelo conselho. Todo o recurso foi direcionado para os projetos mantidos pelo Conseg e também serviram para realizar melhorias na estrutura e aparelhamento de outros órgãos de segurança.

Algumas dessas melhorias foram feitas nas instalações da 2ª Esfaep – Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização de Praças, além do 4º Batalhão de Polícia Militar e 9ª Subdivisão Policial de Maringá. Foram adquiridos materiais e equipamentos para melhorar o trabalho dos policiais e, consequentemente, agilizar o atendimento à comunidade.
Entre os trabalhos sociais, o Conseg custeia iniciativas como os projetos Dançando no Compasso da Vida e Reação, que são desenvolvidos no Lar Escola da Criança de Maringá. Por meio desses projetos são oferecidas aulas de ballet e karatê para cerca de cem crianças e adolescentes.