Mulher morre com tiro na cabeça em chácara na cidade de Floresta

Elaine de Oliveira Bovo, 29 anos, morreu na UTI do Hospital Universitário de Maringá depois de ter sido ferida por um tiro na cabeça causado por um revólver calibre 38. A mulher foi encontrada pela PM da cidade de Floresta em um quarto de uma chácara na Estrada Pinguim na tarde do último domingo (02). O atual companheiro da mulher, Leonardo Lucas Marinho Ferreira, de 25 anos, é o principal suspeito de ter atirado em Elaine. O rapaz está foragido.
A Polícia Militar informou que recebeu um telefonema de Leonardo dizendo que sua mulher havia cometido suicídio no quarto. O suspeito disse que não ficaria na casa porque a polícia não iria acreditar em sua versão. Na chegada da viatura na chácara da família, os policiais encontraram a casa fechada. Os soldados arrombaram o imóvel e foram até o quarto onde encontraram Elaine caído no chão agonizando e a arma ao lado.
Uma equipe do Samu foi acionada e encaminhou a vítima ao Hospital Universitário em estado grave. Elaine Bovo foi avaliada por uma equipe médica e levada para a Unidade de Terapia Intensiva após uma cirurgia, mas não resistiu e morreu.  A arma usada no crime foi apreendida e entregue no plantão da Polícia Civil de Maringá.
Uma pessoa da família de Elaine procurou o repórter André Almenara na manhã desta segunda-feira (3) para contar que constantemente a mulher sofria agressões de Leonardo. Em um dos casos, o suspeito chegou a quebrar o braço dela durante uma briga obrigando Elaine a mentir no hospital que tinha caído. Em outra briga entre o casal, Leonardo teria cortado a orelha da mulher. A família não acredita em suicídio e sim em feminicídio. (inf André Almenara)