Motorista resolve se entregar na polícia após atropelar e matar uma jovem

O motorista Airton Toscano, de 78 anos, se apresentou com o seu advogado no final da tarde desta terça-feira (9) na Delegacia de Trânsito de Maringá. O idoso confessou que se envolveu em um acidente na noite do último domingo (7) na rodovia PR-317 próximo do Distrito de Floriano.
Toscano disse aos policiais que dirigia um Toyota Corolla quando aconteceu a batida. O condutor relatou que voltava de Floresta e que a pista estava bastante escura, e que não viu a motocicleta, e que achou que alguém tinha arremessado uma pedra contra o carro dele.
Airton Toscano, que é barbeiro, foi ouvido e liberado pelo delegado de polícia. O carro Corolla que se envolveu no acidente deverá ser periciado no Instituto de Criminalística de Maringá ainda esta semana.
O motorista foi indiciado por homicídio culposo e agravado pela omissão de socorro.
A jovem foi atropelada e arrastada por vários metros de distância. A vítima foi socorrida com vida mas infelizmente faleceu no Hospital Metropolitano de Sarandi. A moto Biz que ela pilotava foi atingida na traseira pelo automóvel.
A família de Makleize que sepultou o corpo da jovem pede para que o motorista vá para a cadeia. O senhor Airton Toscano está muito abalado pelo ocorrido. De acordo com informações dos policiais, o motorista não tinha antecedentes criminais. (inf André Almenara)