Motorista que atropelou e matou mulher na avenida Colombo comparece na delegacia

O motorista Adriano de Oliveira Padilha Lopes, de 31 anos, compareceu na tarde desta terça-feira (21) na Delegacia de Trânsito para prestar esclarecimentos do acidente com uma pedestre que morreu atropelada na avenida Colombo no último final de semana em Maringá. Acompanhado de dois advogados, o condutor  levou seu veículo que se envolveu na batida.


A vítima, Maryangela Thaise Duarte Miranda, 30 anos, foi atravessar a pista fora da faixa de pedestre quando foi atingida pelo automóvel que depois fugiu em alta velocidade sem prestar socorro. Maryangela estava morando há pouco tempo em Maringá, ela veio da cidade de Presidente Epitácio para trabalhar como cabeleireira. O corpo da pedestre foi velado e sepultado na cidade de Cascavel.
Um escrivão e o delegado precisariam tomar o depoimento do motorista, mas o delegado Rodolfo Vieira que responde pela delegacia está de atestado médico. De acordo com os policiais da D.T., o delegado chegou a conversar com os advogados e explicou que está doente e se poderia remarcar para a próxima sexta-feira para o motorista ser ouvido já que também o escrivão estava em casa porque tinha trabalhado na noite passada. O advogado e o motorista aceitaram o pedido do delegado e foram embora.
Um dos advogados explicou que seu cliente não estava bêbado, e que não parou para socorrer a pedestre porque ficou assustado. Chegando em casa com a esposa, o motorista pegou outro veículo da família e voltou no local do acidente, mas quando viu a viatura do IML, ficou em estado de choque tendo em vista que a mulher tinha morrido.
O delegado Rodolfo Vieira por telefone disse que o motorista será autuado por homicídio culposo, onde a pessoa não tem a intenção de matar. (inf/foto André Almenara)