Maringá é Capital do Paraná por três dias

O parque de exposição é sede do governo, com suas secretarias, Assembleia Legislativa e da prefeitura

Desde as 19 horas desta quarta-feira Maringá é a Capital do Estado do Paraná, com a sede do governo e Assembleia Legislativa instalados no Parque de Exposição Francisco Feio Ribeiro, onde já está também a estrutura de atendimento da prefeitura de Maringá. Até a próxima sexta-feira, o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, vai despachar na Casa do Nelore, na Expoingá, seus secretários vão atender demandas de prefeitos e vereadores dos municípios da região e os deputados estaduais também estarão à disposição dos prefeitos e da população.
A instalação se deu a partir da assinatura do decreto do governador transferindo a estrutura do governo para Maringá. O decreto foi repassado ao prefeito Ulisses Maia e à presidente da Sociedade Rural de Maringá (SRM), Maria Iraclézia de Araújo, que segundo o governador, foi quem convidou o governo e a Assembleia a se instalar no parque durante a Expoingá.

Como anfitriã, Iraclézia deu as boas vindas a Ratinho Júnior e seus secretários, assim como aos deputados, lembrando que esta transferência da Capital para Maringá fica agora eternizada em uma placa comemorativa fixada na entrada do parque, ao lado do busto do pioneiro do comércio maringaense Francisco Feio Ribeiro, que dá nome ao parque.
É um momento histórico para nossa cidade, para a Sociedade Rural e toda a região sente-se prestigiada com este ato do governador Ratinho Júnior”, disse ela.
Segundo Ratinho Júnior, instalação do governo nas cidades polos do interior obtém ótimos resultados, como ficou comprovado durante os três dias que ele e sua equipe despacharam na feira agropecuária de Londrina.

Queremos continuar este projeto de interiorização porque é a forma de o governo estar mais presente, mais junto aos munícipes, prefeituras e instituições do interior”, disse Ratinho. “Nós viemos com uma metodologia que visa prestigiar as cidades com toda nossa equipe, que vem para trabalhar, ouvindo as demandas e tomando as decisões de forma mais rápida e mais precisa. Não tomamos decisão de cima para baixo: ouvimos, debatemos e só então tomamos as decisões”.
O governador disse que a agricultura e a pecuária fazem parte do DNA da formação e desenvolvimento do Paraná, de modo que se instalar na área da Sociedade Rural é uma forma de reconhecimento da importância do agro para a economia, para a vida do povo paranaense.
Segundo Ratinho Júnior, durante seu governo em Maringá ele ouvirá prefeitos e instituições e, a partir desta quinta-feira, vai fazer anúncios de trabalhos que a região espera. Ele próprio adiantou que vai anunciar a construção de “uma grande escola”, para qual o governo vai destinar R$ 5 milhões.