Lutamos para ser o E.T.

Maringaense fica em 3° lugar no campeonato mundial de jiu jitsu para crianças realizado em Long Beach na Califórnia

Jovem elimina 16 quilos em 50 dias para competir na califórnia e traz titulo de 3° lugar em Mundial de Jiu Jitsu para crianças, uma história de determinação e superação que o atleta maringaense, Gabriel Ribeiro, de 14 anos viveu.
No início do ano, exatamente no dia 1 de janeiro de 2019, o atleta tomou a decisão de baixar de categoria para poder lutar melhor e estar entre atletas com o seu porte físico, e foi neste momento que ele se viu diante de um grande desafio que seria baixar 15 quilos para estar com peso abaixo dos 72kg, que seria o peso máximo da categoria super pesado, ou então se manter na categoria onde ele teria uma dificuldade a mais que seria competir contra atletas muito acima de seu peso, pois estaria na categoria de peso livre.

O atleta tomou para si o desafio, deixou de lado as férias escolares e passou a treinar em média 7 horas por dia em treinos de jiu jitsu e treinos de condicionamento físico para baixar o peso e seguir a sua reeducação alimentar ao pé da letra, o que fez com que passados 50 dias, o atleta tivesse atingido a incrível marca de 69.5 quilos que foi o peso que o levou a iniciar as lutas no Pan Kids, e como ele mesmo disse; “a primeira luta eu já venci que foi contra a balança“.
Ao longo de sua carreira como atleta, Gabriel teve vários confrontos difíceis e este não seria diferente afinal o Pan Kids é o evento onde se reúnem a nata infantil do esporte e na maioria das vezes as lutas dos kids chegam a ser tão boas ou até melhores do que lutas de adulto, pois se vê muita técnica.

Eu vejo que muitas crianças inclusive alguns filhos de amigos dos meus pais, eles ficam horas jogando vídeo game muitas vezes só comendo e ficando parado o tempo todo em frente a televisão, não vou dizer que eu também não jogo mas não deixo de viver para ficar no video game, eu prefiro usar este tempo para treinar e evoluir na minha vida como atleta, costumo ficar diariamente, muitas horas no tatame treinando com meus amigos de academia, além de melhorar meu jogo também tenho convívio com uma galera que sempre quer ver o melhor uns dos outros,” complementa Gabriel Ribeiro Marques.
O Gabriel tem evoluído muito e nos últimos tempos ainda mais, pois ele está formando o corpo e com isto está conseguindo usar melhor sua elasticidade e tudo isto o ajuda na melhoria da sua técnica. O que o Gabriel fez, muito nos orgulha, pois outros teriam desistido de cortar o peso mas ele foi até o fim“, destacou o professor Edenilson Lima Dennis.
Nós atletas treinamos diariamente em busca de sermos o anormal, o “E.T do esporte”, afinal sempre só existirá um campeão por categoria, e o fato de não conseguirmos ser o campeão não nos faz menos que os outros, afinal estar no mundial não é pra qualquer atleta, mas não chegamos no nível de “anormal” neste campeonato, o que não nos impede de chegar lá no próximo,” confirmou o professor Bruno Bastos.

Agora este desafio já passou e o atleta já mira nos próximos desafios e pela sua agenda de competições tem os campeonatos regionais para competir e a abertura do campeonato paranaense ainda no mês de março e depois em abril, a estreia na categoria super pesado no campeonato Brasileiro de jiu jitsu, que acontecerá na cidade de Barueri na grande São Paulo, campeonato organizado pela Confederação Brasileira de Jiu Jitsu CBJJ.
Gabriel Ribeiro Marques é atleta da equipe Dennis Jiu Jitsu e Lead Bjj, pratica jiu jitsu a pouco mais de 6 anos e está na faixa verde, atualmente não conta com nem um patrocínio.
Os treinos continuam, afinal este foi só o primeiro de muitos campeonatos e eventos que o ano de 2019 reserva.

Edenilson Lima é professor e atleta de jiu-jitsu a mais de 10 anos na faixa preta, ministra aulas no Centro de Treinamento Maringá, com aulas que vão desde as crianças até aos atletas mais experientes.