Homem esfaqueado por causa de mulher morre depois de ficar internado

O sarandiense Diorgi Michael Girardi, 28 anos, infelizmente morreu em decorrência de ferimentos causados por golpes de faca. A vítima estava internada no Hospital Metropolitano desde o dia 23 de março quando foi esfaqueada na rua Pioneiro José Laurindo da Silva, no Parque Ouro Verde lll, em Sarandi.

Diorgi foi atingido por três vezes, sendo uma no tórax, um ferimento no braço e outro nas costas.
O crime aconteceu por causa da atual mulher que Diorgi estava se relacionando. O principal suspeito é Jhonatan da Silva, 26 anos, que já teve um relacionamento com a mesma mulher. De acordo com a Polícia Civil de Sarandi, Diorgi foi com a companheira até o trabalho de Jhonatan para tirar algumas satisfações e desferir ameaças. Um desentendimento que começou na cidade de Porto Rico, pode ter sido um dos fatores para o crime acontecer.
Depois de esfaquear Diorgi, Jhonatan fugiu levando a faca usada para atingir o oponente. O delegado Adriano Garcia, que está cuidando do caso, relatou que os dois rapazes já se conheciam, eram colegas. O ciúme foi a motivação de tudo, confirma o delegado de Sarandi.
Dias depois, Jhonatan da Silva compareceu com seu advogado na delegacia e se apresentou. O suspeito contou sua versão ao delegado e um escrivão. A imprensa não teve acesso ao depoimento de Jhonatan. O agressor por enquanto vai responder o crime em liberdade. (inf/foto André Almenara)