Guarda Municipal mata duas pessoas, fere três e rouba três carros em Londrina

533

Duas pessoas foram assassinadas e outras três ficaram feridas por um guarda municipal nesta segunda-feira (3), em Londrina. As situações ocorreram em dois momentos diferentes.
A primeira foi registrada no período da tarde, quando o guarda municipal, o qual ainda não teve sua identificação divulgada, matou a sócia de uma de suas ex-namoradas, na rua Santiago, no Jardim Guanabara, zona sul da cidade. Ele teria ido ao local à procura da ex-esposa. Ela não estava, então ele matou a sócia dela, identificada como Ana Regina do Nascimento Ferreira, de 34 anos.
De acordo com informações da perícia do Instituto de Criminalística de Londrina, a mulher foi morta com três disparos de pistola, sendo um no rosto, um na mão e outro no peito.
O Corpo de Bombeiros nem chegou a ser acionado. A Polícia Militar (PM) esteve no local e o Instituto Médico-Legal (IML) foi chamado em seguida.
Após matar Ana Regina, o guarda municipal teria roubado o carro dela, um Ônix de cor branca, e se evadiu do local, rumo à avenida Higienópolis. Ele teria deixado o veículo no Jardim Shangri-lá, na zona oeste da cidade. Depois teria roubado um Honda Fit e o deixado próximo ao Jardim Leonor, também na zona oeste da cidade, onde cometeu outros crimes.
No início da noite, o guarda municipal teria ido até uma casa localizada na rua Figueira, e atirado contra quatro pessoas da mesma família. De acordo com dados do Corpo de Bombeiros, se tratava da mãe, pai, avô e filho de uma ex-namorada. A perícia da Criminalística não soube confirmar se se tratava da família da ex-namorada que ele procurava quando assassinou Ana Regina, na zona sul de Londrina, mais cedo. O adolescente, de 16 anos, morreu no local. Os demais feridos foram encaminhados para hospitais da cidade.
Em seguida, o homem teria roubado outro veículo: um Peugeot. Ele segue foragido. Ainda conforme a perícia da Criminalística, o guarda municipal chegou a conversar com colegas de trabalho e teria informado que pensava em tirar a própria vida. Até o momento, não há novas informações. A Polícia Civil investiga o caso.
Atualizado
Segundo o delegado-chefe da 10ª Subdivisão Policial (SDP) de Londrina, Osmir Ferreira Neves, Felippe foi encontrado em um hotel. Uma equipe policial de Maracaí desconfiou do Peugeot branco, soube que o motorista estava hospedado em um hotel da cidade e decidiu fazer a abordagem. Ele foi detido perto das 9h30 desta terça-feira (4). O guarda deve ser apresentada durante a manhã desta quarta-feira (5), na 10ª SDP. (inf Fernanda Circhia/O Bonde)