Gaeco na Sepat

421

Informa o jornalista Angelo Rigon em seu blog que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) começou a semana na sede da Secretaria de Patrimônio, Compras e Logística de Maringá, onde também funciona o almoxarifado central da prefeitura municipal.
O blog levantou que trata-se de uma operação que se segue a investigações sobre a contratação da empresa Sinax, feita na administração Silvio Barros II (PP) e que foi renovada na gestão Carlos Roberto Pupin (PP).
Em janeiro deste ano o blog publicou que a Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público de Maringá instaurou inquérito civil público para apurar denúncias de possíveis irregularidades na milionária contratação da Sinax Integração e Gestão de Processos Ltda.
A SIna, que tem sede na rua Visconde de Pirajá, Ipanema, no Rio de Janeiro, é uma empresa de prestação de serviços de integração e gestão de processos e informações. A denúncia partiu do então vereador Humberto Henrique (PT).
A Sepat, onde acontece o levantamento de atividades feitas pela Sinax, é comandada pelo coronel Paulo Sergio Larson Carstens. Nas duas últimas gestões funcionava no local, na avenida Centenário, a Secretaria de Recursos Materiais, Abastecimento e Logística (Semat).