GAECO na prefeitura de Guaraci

O GAECO cumpriu nesta manhã de sexta-feira (27) mandados de prisão e busca na Prefeitura de Guaraci (distante 72km de Maringá).
As prisões atingem quatro empresários de uma mesma família, um sócio deles que também é contador e dois servidores públicos (uma pregoeira e um funcionário responsável pela frota municipal).
As investigações do Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria) e pela Promotoria de Justiça de Jaguapitã, apuram a prática de procedimentos licitatórios manipulados e direcionados, inclusive com utilização de empresas de fachada constituídas com a finalidade de dar falsa aparência de concorrência nas licitações. O grupo utilizava propostas falsas para formação de preços e prévio acordo para fixar o valor do certame. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em seis empresas, na sede da Prefeitura de Guaraci e em residências. O Juízo de Jaguapitã, sede da comarca da qual faz parte o município de Guaraci, determinou ainda a quebra de sigilos bancário e fiscal de 16 investigados (empresas, empresários e servidores municipais). (foto Guaraci News)