Fiocco, o da “fábrica” de helicópteros, foi preso

Luigino Fiocco, o homem que aparece ao lado de Carlos Roberto Pupin e Ricardo Barros na foto acima, feita quando prometeram uma fábrica de helicópteros em Maringá, foi preso.
A informação foi publicada no site O Antagonista, que lembrou que Fiocco, que desfilou por Maringá nas gestões pepistas, é conhecido na Itália como “o príncipe da fraude”.
Fiocco é acusado de fraudes que totalizam 200 milhões de euros. No Brasil, antes de Maringá, ele tentou aplicar o golpe no Ceará e em Santa Catarina. Por mais de um ano o processo de instalação foi notícias, apresentado, como se vê acima, pelo governador e pelo então secretário de Indústria e Comércio.
O sujeito chegou a participar de uma missão ministerial à China, para a construção de uma fábrica de helicópteros, e foi condenado na Itália a um total de 10 anos e 9 meses de prisão”, diz o site. (via Blog do Rigon)