Candidatura de Dias ameaçada por caixa 2

0
225

A petição 6.781 assinada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, aponta que o então senador Osmar Dias (PDT) recebeu R$ 500 mil, por meio de caixa 2, na eleição de 2010. Dias enfrentou Beto Richa naquele ano.
A acusação é de Fernando Luiz Ayres da Cunha Santos Reis, executivo da Odebrecht. No mesmo termo, Fernando Santos dos Reis afirma que a empresa repassou R$ 300 mil ao presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, em 2014. (via blog do Rigon)