Câmara vota inclusão do conceito de bem-estar animal no Plano Municipal de Educação

(foto Marquinhos Oliveira)

Na sessão ordinária desta terça-feira (28), o plenário da Câmara Municipal de Maringá votará, em primeira discussão, projeto do vereador Flávio Mantovani alterando a redação da lei 10.024/2015 que aprova o Plano Municipal de Educação (PME).
O projeto inclui dois itens à meta 2 da referida lei: oferecer mecanismos para a aprendizagem das bases conceituais do bem-estar animal e suas principais aplicações contribuindo para um avanço na ética na relação ser humano-animal e trazer uma visão ampla sobre o tema Meio Ambiente que envolverá não só os elementos naturais do meio ambiente, mas também os elementos construídos e todos os aspectos sociais envolvidos na questão ambiental.
Também em primeira discussão, será votado projeto do vereador Jean Marques (PV) dispondo sobre a destinação ao uso preferencial de todos os assentos de ônibus do serviço público de transporte coletivo de passageiros. O texto estabelece que a empresa permissionária do serviço público de transporte coletivo de passageiros deverá afixar avisos no interior dos veículos, em número suficiente e em local de fácil visualização, informando o uso preferencial dos assentos para idosos, gestantes, pessoas com deficiência, pessoas com limitação temporária de locomoção ou acompanhadas por criança de colo. Na ausência de usuários preferenciais indicados os assentos serão livres para utilização dos demais usuários.
Também serão votados, em discussão única, 13 requerimentos solicitando informações ao Prefeito .