Brasil é sede seminário internacional de cooperativismo

146

Líderes do cooperativismo mundial estarão em São Paulo, na próxima segunda-feira (6), para discutir um plano de ação que o setor deve colocar em prática nos próximos anos. O foco será a contribuição das cooperativas, em nível global, para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU), dentre eles, a erradicação da pobreza no mundo até 2030.
Trata-se do seminário internacional “O Cooperativismo e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Combinando Impacto Econômico e Social por um Futuro Melhor”, o qual ocorrerá na sede da Unimed do Brasil, na capital paulista.
O evento é uma realização da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), em parceria com a Aliança Cooperativa Internacional (ACI), Unimed do Brasil e Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo (Ocesp), e contará com a participação do diretor social da ONU, Maxwell Haywood.
Estarão presentes, representantes de 25 países que compõem a ACI, dentre eles, o Brasil. A Aliança Cooperativa Internacional é presidida, atualmente, pela canadense Monique Leroux. No Brasil, Márcio Lopes de Freitas, preside a OCB.

A FORÇA DO COOPERATIVISMO

NO MUNDO

Mais de 100 países já praticam o cooperativismo;
Mais de 1 bilhão de pessoas já aderiram ao movimento cooperativista;
Mais de 250 milhões de empregos gerados;
2,6 milhões de transações comerciais envolvendo cooperativas;
Mais de US$ 3 trilhões em receitas anuais.

NO BRASIL

6.655 mil cooperativas;
13,2 milhões de cooperados;
376.795 mil empregos diretos.