Atenção: O calor pode queimar as patinhas do seu cão

0
141

As patas dos cães são a base de sustentação para que os bichinhos possam correr e brincar. Essa estrutura é essencial para que o seu pet esteja sempre bem disposto para uma brincadeira divertida e sem hora para acabar.
Porém, muitas pessoas não sabem que essa região também merece cuidados especiais, pois a almofada plantar, como é conhecida a parte macia debaixo da pata do cão, apesar de parecer forte, é sensível e delicada. É fundamental que os tutores deem todo suporte necessário para que o animal se movimente sem incomodo algum.
Os passeios com os cães devem garantir a segurança do animal, pois pedrinhas, plásticos, galhos e cacos de vidro podem machucar, além do piso quente – que provoca sérias queimaduras nos pets. Uma boa dica é sempre limpar e revisar as patinhas depois do passeio, aparando os pelos que ficam entre as almofadinhas”, explica a veterinária da Hercosul Alimentos, Esther Reinheimer.
Para a especialista, as botinhas ou sapatos podem não ser a melhor opção, afinal de contas, se o animal não estiver acostumado, o passeio pode virar um estresse para o bichinho. Sair nos horários de sol mais baixo, antes das 10 horas pela manhã e após as 16 horas, já ajuda (e muito) na prevenção.
Precisamos lembrar sempre que os animais sentem o que nós sentimos, ou seja, medo, tristeza, raiva e dor. O chão quente não apenas vai fazer com que as patinhas ardam, mas também pode provocar ressecamentos e até mesmo bolhas”, alerta.
Outro ponto importante é saber analisar os sentimentos do cão. Se ele para no meio do passeio e se nega a continuar caminhando, não negligencie sua vontade. O animal pode estar com dor e ter dificuldades de seguir o percurso.
Se você constatar ferimentos nas patas do seu pet, lembre-se que lavar ainda é a melhor alternativa. Não medique seu cão em hipótese alguma e consulte o veterinário para que o medicamento, se necessário, seja aplicado corretamente. Por vezes, o machucado necessita de hidratantes, desinfetantes ou antibióticos de uso oral de acordo com a gravidade da lesão”, completa Esther.
A veterinária alerta também para a importância de manter as unhas aparadas, visto que unhas grandes também incomodam o pet. Um sintoma de que é hora de cortá-las se dá quando o animal morde ou lambe compulsivamente a região das patinhas, machucando ainda mais a região.
Lembre sempre que dar amor e carinho é, especialmente, cuidar da saúde de todo o corpo do seu cãozinho. Com os cuidados essenciais correspondidos, o seu companheiro vai crescer forte, saudável e muito feliz”, conclui”.