Após perder os avós no acidente, criança que foi transferida para Maringá, morre durante a madrugada no hospital Santa Casa

O menino que foi transferido às pressas para o Hospital Santa Casa de Maringá após ficar gravemente ferido na colisão entre um Gol e um Santa Fé carregado de cigarros ocorrido no fim da tarde de ontem (14), na PR-323, em Umuarama, morreu durante madrugada desta sexta-feira.
O transporte foi feito pelo helicóptero do Samu após a criança ser encaminhada ao Hospital Uopeccan, em Umuarama. Na casa de saúde o menino permaneceu por cerca de 20 minutos, onde os médicos e os socorristas apenas o entubaram e estabilizaram para encaminhamento para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Casa, em
Maringá.
A criança estava sem documentos e seu nome e idade não foram apurados pelos socorristas.
Segundo o tenente Mazzini do Corpo de Bombeiros, a criança estava no banco traseiro e usava o assento elevado. Mesmo assim teve fraturas em face, tórax, pélvis e fêmur.
A criança foi atendida inicialmente por uma equipe de socorristas do Siate até a chegada do médico do Samu. Somente após a estabilização da vítima, é que o transporte foi realizado com o auxílio da Rotam da Polícia Militar que atuou como batedor para liberar o trânsito.

Os avós Sônia, e Luís Carlos da Silva, morreram na hora. A família era moradora de Pérola. O motorista Maicon Cleiton Garcia Neves, de 25 anos, que causou o acidente que deixou três mortos, estava em fuga da polícia quando ocorreu o acidente. Ele foi preso em flagrante e deve responder por homicídio doloso – quando a intenção de matar. (inf Umuarama News)