Ciúmes tira do ar o radialista João de Barro

Imprimir

O radialista Hélio Glinski, o João de Barro, foi dispensado hoje da Rádio Nova Ingá, onde trabalhava havia 10 anos, apresentando programa sertanejo das 5h às 7h e das 16h às 18h; desde agosto do ano passado, com os problemas de saúde que acometeram o ex-deputado federal Pinga Fogo de Oliveira, ele apresentava também o programa principal da emissora, das 8 às 10h.
Foi o ex-deputado quem, por telefone, dispensou João de Barro, uma das figuras mais conhecidas do rádio maringaense e certamente, hoje, o que possui maior audiência. O motivo teria sido o Programa João de Barro na TV, que ele comanda há três sábados, das 16h30 às 17h30, na RTV Canal 10. O programa, bem produzido, começou a fazer sucesso e provocar ciumeira. Há alguns dias ele vinha recebendo “cutucões” do patrão, até que no último sábado pediu, no ar, que lhe deixassem em paz e sugeriu que “fossem ler a Bíblia”.
Pinga Fogo lhe questionou então se o recado era para ele e dispensou seus serviços. Hoje, seu programa sertanejo foi apresentado pelo repórter Cristiano de Araújo, o Índio Maringá. (inf Angelo Rigon)